EconomiaMundo

Meta investe US$ 10 bilhões no metaverso, mas resultado decepciona

A Meta, controladora do Facebook e Instagram, investiu mais de US$ 10 bilhões na Reality Labs, braço da empresa focado no desenvolvimento de realidade virtual, que será a base para o metaverso da companhia.

No entanto, as primeiras imagens do projeto da Meta não agradaram grande parte da comunidade da empresa, resultando em uma série de memes e críticas, especialmente devido ao alto valor já investido no projeto.

Mark Zuckerberg postou uma captura de tela do Horizon Worlds no Facebook em que na imagem, o seu avatar está em uma paisagem vazia preenchida pela Torre Eiffel e pela Catedral Tibidabo de Barcelona. 

Usuários do Twitter fizeram comparações com o antigo jogo de realidade simulada “Second Life”, assim como com o crossover de Dragon Ball Z com Fornite, demonstrando que o metaverso aparenta ser uma versão mal feita de um jogo.

Jogos executados online ficam sempre um pouco para trás de games de console e computador em termos de renderização e qualidade gráfica. Mas o resultado da Meta se torna decepcionante quando se é levado em conta o investimento de 10 bilhões de dólares e uma mudança do nome da empresa.  

 

Mark Zuckerberg e Neil DeGrasse Tyson
Mark Zuckerberg e Neil DeGrasse Tyson

A movimentação do avatar de Mark Zuckerberg numa conversa com Neil DeGrasse Tyson também foi alvo de críticas e piadas dos usuários devido a falta de qualidade das animações.

O relatório trimestral divulgado pela Meta no fim de julho demonstrou uma perspectiva pessimista após uma queda na receita. No acumulado, as ações da empresa caíram cerca de 50% desde o início do ano.

Igor Sobrinho

Calvinista, capixaba, amante de artes, de comunicação e da computação. Cypherpunk e bitcoinheiro, passeio com meu cachorro nas horas vagas, amo minha esposa.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo