CriptoativosEconomia

Twitter deve ser descentralizado, afirma Elon Musk em conversa com Jack Dorsey

Durante a tentativa contenciosa de Elon Musk de adquirir o Twitter, o ex-CEO e cofundador do da rede social, Jack Dorsey, disse ao CEO da Tesla que a plataforma deveria ser baseada em um “protocolo de código aberto, financiado por uma fundação”.

A sugestão foi descoberta no litígio em andamento de Musk com o Twitter e seu Conselho de Administração, que está tentando manter o bilionário em sua oferta de compra do serviço.

Uma das exposições no caso é um arquivo de mensagens de texto que Musk trocou com uma variedade de personalidades de tecnologia proeminentes, incluindo Dorsey, o CEO da FTX Sam Bankman-Fried, o cofundador da Oracle Larry Ellison e o investidor-podcaster Jason Calcanis.

O arquivo – retirado de documentos judiciais marcados como Anexo H e J – foi publicado pela repórter do New York Times Kate Conger.

“Registro completo dos textos de Elon Musk divulgados no Twitter”.

Na conversa por mensagem de texto que antecede a saída de Dorsey do conselho do Twitter, Musk chamou a visão expressa de Dorsey de “super interessante”.

Em vez de continuar sujeitando o Twitter à propriedade corporativa convencional, Dorsey disse que deveria ser financiado por uma fundação sem controle sobre o protocolo público subjacente.

“Um pouco como o Signal fez”, explicou Dorsey.

Como Dorsey explicou, ter um modelo de publicidade dá uma área de superfície que o governo e os anunciantes tentarão influenciar e controlar.

“Se tiver uma entidade centralizada por trás, será atacado”, disse ele.

De sua parte, Musk parecia receptivo à ideia.

“Acho que vale a pena tentar mover o Twitter em uma direção melhor e fazer algo novo que seja descentralizado”, disse Musk.

As mensagens mostram os dois e outros discutindo as possibilidades de um futuro serviço baseado em blockchain focado na privacidade para substituir o Twitter.

Em uma mensagem, Musk disse que teve uma ideia para um sistema de mídia social blockchain que “faz pagamentos e mensagens de texto/links curtos como o Twitter”.

A ideia, disse Musk, é fazer com que os usuários paguem uma pequena quantia para registrar uma mensagem na cadeia, o que, por sua vez, reduzirá a maioria dos spams e bots.

Um dos nomes sugeridos a Musk para liderar o projeto em potencial foi Anthony Rose, chefe de engenharia da Matter Labs e ex-gerente de engenharia da SpaceX.

“Meu Plano B é uma versão do Twitter baseada em blockchain, onde os ‘tweets’ são incorporados na transação como comentários”, escreveu ele.

“A ideia de liberdade de expressão no blockchain existe há muito tempo”, escreveu Musk. “As questões são realmente sobre como implementá-lo.”

O problema com a ideia, continuou Musk, é que os requisitos de largura de banda e latência não podem ser suportados por uma rede peer-to-peer “a menos que esses ‘peers’ sejam absolutamente gigantescos, derrotando assim o propósito de uma rede descentralizada”.

João Souza

Chefe de conteúdo, analista de SEO e empreendedor. [email protected]

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo