Bitcoin

Ações de mineradora de Bitcoin caem 70% em declaração sobre falência

A Core Scientific, uma das maiores mineradoras de Bitcoin do mundo, afirmou que pode declarar falência à medida que as inúmeras pressões enfrentadas pela indústria esgotam seus recursos financeiros.

Em comunicado divulgado aos acionistas na manhã de quinta-feira, a empresa disse que está explorando várias opções e que não pagará nenhuma de suas dívidas vencidas nos próximos dias.

“Dada a incerteza em relação à condição financeira da empresa, existem dúvidas substanciais sobre a capacidade da empresa de continuar operando por um período de tempo razoável.”

As ações da empresa listada na Nasdaq caíram 70% no início do pregão, após o anúncio.

A Core Scientific disse que foi “severamente impactada pela queda prolongada no preço do bitcoin, o aumento nos custos de eletricidade, o aumento na taxa de hash da rede global de bitcoin e o litígio com a Celsius”.

O credor de criptomoedas falido Celsius deve milhões de dólares à Core em tarifas de eletricidade não pagas, de acordo com documentos judiciais apresentados no início deste mês.

A mineradora disse no processo judicial que está perdendo aproximadamente US$ 53.000 por dia para cobrir o que a Celsius se recusou a pagar.

Na quarta-feira, a Core detinha 24 BTC (pouco menos de US$ 495.000 a preços de hoje) e aproximadamente US$ 26,6 milhões em dólares.

A quantidade de BTC que a empresa tem em mãos diminuiu rapidamente nos últimos meses, pois foi forçada a vender mais do que minerou para arcar com os custos.

Em julho, a empresa liquidou mais de 7.000 BTC em um esforço para fortalecer seu balanço.

“É muito difícil estimar nossas futuras necessidades de liquidez”, disse o comunicado da manhã de quinta-feira.

“A empresa antecipa que os recursos de caixa existentes serão esgotados até o final de 2022 ou antes.”

Desafios para os mineradores

O baixo preço do BTC coincidiu com altos custos de energia e turbulência no mercado financeiro e criou grande pressão sobre os mineradores.

E a capacidade dos mineradores de enfrentar o inverno cripto agora está diminuindo, com reservas no mínimo de 12 anos.

A Core não seria a primeira vítima da turbulência da indústria. No mês passado, a empresa de data center de mineração de Bitcoin Compute North entrou com pedido de falência, enquanto a outra mineradora Digihost, listada na Nasdaq, enfrenta uma possível saída do mercado de ações após uma grande queda no preço.

Fonte
Criptonizando

João Souza

Chefe de conteúdo, analista de SEO e empreendedor. [email protected]m

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo