BitcoinEconomia

Diego Kolling: Bitcoin (BTC) é uma nova forma de organização social – o verdadeiro metaverso

Ontem (18), Humberto Leal –do canal Eu Uso BTC– entrevistou o especialista em Lighting Network, Diego Kolling, em um  bate papo rico sobre as implicações do Bitcoin (BTC) e da LN, a rede de segunda camada do BTC.

Confira o vídeo na íntegra no final do texto.

Vários assuntos foram abordados durante a entrevista, como a capacidade da LN de não somente escalar o protocolo do Bitcoin, mas também de permitir a descentralização da internet, um assunto ainda pouco comentado sobre a rede de camada 2 do BTC.

Bitcoin (BTC) – A Lei do Ciberespaço

Em determinado momento da conversa, Diego Kolling fez uma série de analogias sobre o sistema de organização social e governança do Bitcoin (BTC), comparando o Consenso Nakamoto com o Império das Leis.

“O Bitcoin é o seu terreno no metaverso. Não caia em narrativas. O metaverso será descentralizado. O metaverso do Bitcoin é uma cidadela protegida por um domo de energia elétrica projetada pelo nosso exército de mineradores, que garantem a nossa constituição, dificultam a nossa invasão e alteração das nossas leis. 

E nós, os rodadores de nodes, somos o judiciário da rede. E os nossos senadores, os nossos legisladores, são os developers [programadores]. Então cara, Bitcoin é uma nova organização social. É uma nova forma da sociedade se organizar de uma forma muito mais neutra, onde dinheiro não te faz mandar em nada, trabalho faz. 

E você pode julgar dos mineradores, por que é trivial julgar, mas é difícil para caramba trabalhar. Então essa dicotomia de ser praticamente gratuito conferir e julgar, mas absolutamente caro de propor uma alteração, de propor um bloco, de escrever a ledger, é o que equilibra poder entre poderosos mineradores, a turma cheia dos recursos […], e o resto da sociedade. “ – Afirmou por volta do minuto 33.

Mais adiante, Diego comentou sobre os incentivos do protocolo equilibrados pela Teoria dos Jogos:

“O minerador ele não vai querer surrupiar nós rodadores de nodes [o judiciário da rede]. Pode ter 80% do hashrate, se os nodes não derem broadcast no bloco que eles fizerem, vão jogar dinheiro fora.”

Holocracia

Muitos analistas do mercado, como o bitcoiner Renato Amoedo –autor do livro Bitcoin Red Pill–, destacam que o sistema de governança do Bitcoin se assemelha a uma Holocracia. Neste sistema, não há uma hierarquia controladora que dita as regras e o caminho da rede.

Ao contrário, qualquer indivíduo pode fazer parte do protocolo de diferentes formas, tornando a rede mais resistente de maneira orgânica. Devido aos incentivos alinhados do Bitcoin, os participantes têm interesse em trabalhar em pró do desenvolvimento dessa República no ciberespaço.

Gostou das analogias? Compartilhe o nosso conteúdo nas redes sociais!

Estamos no Facebook, Twitter e Instagram.

Leia mais: 

João Souza

Chefe de conteúdo, analista de SEO e empreendedor. [email protected]

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo