BitcoinEconomia

Rússia está discutindo o uso do Bitcoin (BTC) e de criptoativos no comércio internacional

O Ministério das Finanças da Rússia está considerando permitir o uso de Bitcoin (BTC) e criptoativos para o comércio internacional, informou a agência de notícias local Interfax na sexta-feira.

Matéria traduzida de Bitcoin Magazine.

“A questão do uso de moedas digitais como transações de troca para acordos internacionais está sendo ativamente discutida”, disse Ivan Chebeskov, diretor do departamento de política financeira do Ministério das Finanças, segundo o relatório.

Autoridades russas cogitaram essa possibilidade algumas vezes este ano.

Em março, o presidente do comitê de energia do Congresso do país, Pavel Zavalny, disse em uma entrevista coletiva que a Rússia estava aberta a aceitar bitcoin para suas exportações de recursos naturais.

Zavalny explicou que apenas países “amigáveis” como China e Turquia teriam a opção, como o presidente Vladimir Putin havia dito no dia anterior que países “hostis” deveriam pagar pelo gás russo em rublos.

Em abril, a autoridade fiscal da Rússia propôs que as pessoas jurídicas do país pudessem aceitar bitcoin e outras criptomoedas como pagamento em contratos de comércio exterior. O comentário veio como uma sugestão para o projeto de lei de revisão de criptomoedas do país, apresentado em fevereiro pelo Ministério das Finanças.

O ministro das Finanças parece ter desempenhado um grande papel em afastar o país de uma proibição completa do Bitcoin. Seu projeto de lei proposto veio após uma intensa disputa com o Banco da Rússia, que mantinha uma visão oposta sobre o futuro ideal da regulamentação de bitcoin e criptomoeda no país.

Agora, o ministério está considerando trazer o grupo mais amplo de “moedas digitais” sob os métodos de pagamento permitidos para o comércio internacional, já que o país enfrenta contínuas sanções ocidentais que começaram em fevereiro, quando o presidente dos EUA, Joe Biden, bloqueou cinco dos maiores bancos russos e congelou todos.

“Se a moeda digital for reconhecida como propriedade, em princípio, no âmbito das transações de troca com essa moeda digital, será possível realizar operações sobre a atividade econômica estrangeira”, disse Chebeskov, segundo o relatório da Interfax na sexta-feira. 

“Esse tema está sendo discutido e, me parece, merece atenção, já que temos possibilidades limitadas de liquidações na infraestrutura de pagamentos clássica e tradicional.”

João Souza

Chefe de conteúdo, analista de SEO e empreendedor. [email protected]

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo