Bitcoin

Tesla ainda detém US$ 218 milhões em bitcoin

As participações de bitcoin da Tesla permanecem inalteradas desde o segundo trimestre de 2022, de acordo com documentos divulgados pela fabricante de carros elétricos antes de sua teleconferência com investidores.

No relatório da Tesla divulgado na quarta-feira, a empresa diz que ainda detém US$ 218 milhões em Bitcoin.

Em julho, a montadora anunciou que vendeu 75% de suas participações em BTC, cerca de US$ 936 milhões na época.

Após a venda, a Tesla informou que continuava a deter US$ 222 milhões em “ativos digitais” em seu balanço patrimonial no final de junho.

Durante a reunião com investidores no segundo trimestre, Musk disse que a empresa vendeu seus bitcoins para liberar dinheiro enquanto os bloqueios continuam na China.

“Era importante para nós maximizar nossa posição de caixa, dada a incerteza dos bloqueios […]”, explicou ele.

Apesar dessa venda, a Tesla continua sendo um dos maiores detentores de Bitcoin de capital aberto, depois da MicroStrategy com 130.000 BTC (cerca de US$ 2,48 bilhões) e da Galaxy Digital Holdings com 16.400 BTC (cerca de US$ 313 milhões).

A Tesla também suspendeu em 2021 a venda de carros em BTC, alegando supostas preocupações ambientais com a mineração de Bitcoin.

A montadora afirmou que pretende retomar as vendas com bitcoin assim que a atividade se tornar mais verde, promessa que ainda não foi cumprida.

Elon Musk planeja agora finalizar o acordo de aquisição do Twitter. Conforme relatado, a plataforma continuará se integrando ao mercado de criptoativos e a web3.

Em setembro, mensagens vazadas mostram o homem mais rico do mundo discutindo com vários empreendedores de tecnologia – incluindo Jack Dorsey, da Block Inc., e Sam Bankman-Fried, da FTX – sobre o futuro potencial da popular plataforma de mídia social.

Uma ideia que surgiu nas conversas inclui a adição de uma opção de pagamento usando a criptomoeda favorita de Musk, Dogecoin.

A ideia, disse Musk, era fazer com que os usuários pagassem uma pequena quantia para registrar uma mensagem on-chain, o que reduzirá a maioria dos spams e bots, exigindo 0,1 Doge para postar ou repassar comentários.

João Souza

Chefe de conteúdo, analista de SEO e empreendedor. [email protected]

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo