Bitcoin

Fundação de Direitos Humanos cria fundo para o desenvolvimento do Bitcoin Core

Desde 2020, a Human Rights Foundation lidera a iniciativa Bitcoin Development Fund, que visa apoiar os desenvolvedores que estão tornando a rede Bitcoin mais privada, descentralizada e resiliente.

Conforme destaca a Fundação, o desenvolvimento de novas tecnologias para o Bitcoin potencializa seu uso como uma ferramenta financeira para ativistas de direitos humanos, organizações da sociedade civil, e jornalistas de todo o mundo.

O primeiro desenvolvedor a receber uma doação do fundo foi Chris Belcher, do Reino Unido, desenvolvedor do CoinSwap, ferramenta que não custodial para o Bitcoin baseada em contratos inteligentes.

O diretor de estratégia da fundação, Alex Gladstein, afirmou que “de um modo geral, o objetivo de longo prazo é ajudar a melhorar significativamente a privacidade, a resiliência e a descentralização do protocolo, além de inspirar mais organizações sem fins lucrativos a se envolverem no desenvolvimento do Bitcoin”.

O fundo foi iniciado por um doador anônimo que queria apoiar financeiramente o desenvolvimento de código aberto, particularmente para que possa ser mais seguro (e mais privado) para ativistas de direitos humanos, dissidentes políticos e aqueles que mais precisam.

Este doador anônimo patrocinou Belcher, e outra parte de sua doação é “destinada a outro desenvolvedor” a ser anunciado no final do verão, disse Gladstein. No futuro, a HRF aceitará doações contínuas em USD ou Bitcoin – processadas usando o portal de pagamento BTCPay Server da Human Rights Foundation.

A abrangência da última rodada de beneficiados pelo Bitcoin Development Fund dividirá 500 milhões de satoshis entre diversas iniciativas.

100 milhões de satoshis foram destinados para Africa Bitcoin Conference, que será realizada em dezembro de 2022, na cidade de Accra, em Gana e será organizado pela ativista dos direitos humanos togolesa Farida Nabourema e pelo Lightning Engineer senegalês Fodé Diop.

50 milhões de satoshis serão destinados para o venezuelano Francisco Calderón, desenvolvedor do lnp2pbot, um bot que permite transações P2P via Lightning através do Telegram. Essa doação permitirá que o bot seja corrigido para novos idiomas, dentre outras implementações.

50 milhões de satoshis vão para patrocinar Rene Pickhardt, desenvolvedor que conduz pesquisas para tornar pagamentos via Lightning Network mais confiáveis. Rene também é mentor de projetos Lightning Network do Summer of Bitcoin.

50 milhões de satoshis irão para Ruben Somsen e Dhruv Mehta por seu desenvolvimento de spacechains, que visam aprimorar a privacidade dos usuários de Bitcoin. O trabalho de Ruben e Dhruv deve fornecer uma estrutura que permitirá a qualquer desenvolvedor criar suas sidechains.

Subsídios de 150 milhões de satoshis, contendo a Paxful como grande contribuinte, visa fortalecer meios de comunicação independentes a ampliar seu alcance fomentando a adoção do Bitcoin. O jornal cubano El Toque, o The Daily Maverick da África do Sul, e o Democratic Voice of Burma do Myanmar receberão os fundos.

A Netblocks, que atua defendendo direitos digitais, receberá 50 milhões de satoshis para analisar o impacto das restrições governamentais no protocolo Bitcoin, dando os primeiros passos para ampliar suas pesquisas para cobrir ameaças emergentes à rede Bitcoin global.

Paulo Sacramento, um dos principais elaboradores do Bitcoin Design Guide, receberá 25 milhões de satoshis para identificar, definir e estruturar ações para que a usabilidade de aplicativos Bitcoin seja aprimorada, e criar conteúdo visual para o Bitcoin Design Guide. O objetivo do projeto é tornar apps não custodiais de bitcoin mais intuitivos e acessíveis.

A Bitcoin Pakistan receberá 25 milhões de satoshis para traduzir conteúdos para o urdu, língua falada por mais de 60 milhões de pessoas em todo o mundo com pouquíssimo conteúdo sobre Bitcoin.

Desde 2020, a fundação já direcionou mais de US$1 milhão em bitcoin e dólares para mais de 30 desenvolvedores e educadores em todo o mundo e anunciou que haverá mais doações, que serão anunciadas no fim do terceiro trimestre de 2022.

 

Igor Sobrinho

Calvinista, capixaba, amante de artes, de comunicação e da computação. Cypherpunk e bitcoinheiro, passeio com meu cachorro nas horas vagas, amo minha esposa.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo