Bitcoin

Maioria das altcoins caem abaixo da máxima de 2017; traders alavancados perdem US$ 600 milhões

O Bitcoin (BTC) passou por uma nova correção, com o criptoativo caindo para a região dos US$ 24 mil. Enquanto isso, a maioria das altcoins apresentaram quedas substanciais que as jogaram abaixo da máxima histórica de 2017 / 2018.

O ETH, token da rede Ethereum, está sendo negociado a US$ 1200, cerca de 15% abaixo da máxima histórica do mercado de 2018. A ADA, token da rede Cardano, se encontra 30% abaixo do topo de 2018 e acumula perda de mais de 90% desde a máxima histórica.

É importante destacar que a maioria das altcoins que participaram da alta de 2017 sequer conseguiram romper de forma consistente o topo histórico de 4 anos atrás, como é o caso da Litecoin (LTC) e do Monero (XMR).

Este movimento reforçou ainda mais a ideia de que altcoins não possuem o mesmo efeito de rede do protocolo do BTC, que segue há 13 anos sendo de forma consistente o melhor ativo da última década.

Leia mais: Arcade City, o “Uber descentralizado”, migra do Ethereum para o Bitcoin

Mas apesar da queda do BTC, os fundamentos da rede seguem melhorando, com o hashrate da mineração atingindo um novo topo histórico.

Traders são liquidados

Dados apontam que traders que apostavam na alta do ETH perderam cerca de US$ 302 milhões, enquanto os que apostavam na alta do BTC, foram liquidados em US$ 300 milhões.

Normalmente, o que ocorre nestes momentos de alta volatilidade, é que um movimento do mercado na direção contrária dos traders alavancados tendem a provocar uma onda de liquidações.

Conforme o mercado cai, traders começam a fechar posições ou serem automaticamente liquidados, sendo obrigados a vender suas posições. Este movimento se retroalimenta até que o mercado se equilibre novamente.

O Índice de Dominância do BTC segue em alta, atingindo a região acima dos 45%.

João Souza

Chefe de conteúdo, analista de SEO e empreendedor. [email protected]

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo