BitcoinEconomia

O Bitcoin (BTC) é o verdadeiro Grande Reset

Entenda por que o Bitcoin (BTC) é o verdadeiro Grande Reset Financeiro Mundial, que vai reestruturar as bases da sociedade moderna, lançando o mundo para um período de crescimento tecnológico, material, intelectual e moral maior do que o Renascimento Medieval.

No ano de 2020, as elites financeiras e governamentais ao redor do mundo, em especial o Fórum Econômico Mundial (FEM), anunciaram que estão trabalhando na construção de um Grande Reset Financeiro Mundial, que seria responsável por reestruturar o contrato social e as bases do capitalismo.

O plano para reestruturar as bases da economia e da sociedade poderiam ser comparados ao Acordo de Bretton Woods, que foi firmado após o fim da segunda guerra em 1944 pelas 44 Nações Aliadas. Dentre as medidas do acordo, o dólar americano foi estabelecido como a moeda de comércio mundial, sendo o ativo garantido pelas reservas de ouro dos Estados Unidos.

Este acordo vigorou até 1971, quando os EUA romperam unilateralmente a conversibilidade do dólar com o metal precioso e outros ativos de reserva. Se quiser compreender um pouco melhor os efeitos disso para o mundo, acesse o site WTF Happened In 1971?.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) se posicionou de maneira semelhante, afirmando que este é um “novo momento Bretton Woods”.

O Grande Reset do Fórum Econômico Mundial

O Grande Reset - Klaus Schwab
O Grande Reset – Klaus Schwab

Dessa vez, organizações internacionais que sequer foram eleitas, estão trabalhando para reestruturar as bases da economia e da sociedade, em um processo que não parece haver um debate público ou clareza sobre suas reais intenções e de seus promotores.

Ainda assim, estas organizações internacionais planejam reestruturar todos os países e todos os setores.

“Todos os países, dos Estados Unidos à China, devem participar, e todos os setores, desde petróleo e gás até tecnologia, devem ser transformados.” – Afirma o FEM.

Nas publicações do FEM, os mais diversos assuntos são abordados, desde mudanças climáticas, equidade social, mudanças na economia e nos mercados, indicando que os engenheiros sociais estão com muito tempo livre para decidir sobre o nosso futuro e de nossas famílias.

“Você não terá nada e será feliz”, informou um vídeo do FEM sobre o ano de 2030 que foi posteriormente excluído. Isso se aplicará apenas às massas ou aos engenheiros sociais, bilionários e suas famílias que querem reestruturar o mundo como vivemos?

Bitcoin, o verdadeiro Grande Reset

Mineração de Bitcoin (BTC)

Décadas de desenvolvimento tecnológico, especialmente nas áreas de computação e criptografia culminaram no desenvolvimento do protocolo do Bitcoin, que foi criado e apresentado ao mundo por Satoshi Nakamoto em 2008, no ápice na crise da hipotecas.

O Bitcoin fornece uma rede monetária descentralizada, resistente à censura, neutra e confiável, que executa o dinheiro mais forte criado pela humanidade, o primeiro ativo líquido com oferta conhecida e inelástica, o ouro digital do século XXI.

O Bitcoin é uma alternativa para bilhões de indivíduos, empresas e instituições que vivem em locais onde a moeda está colapsando, que nos últimos anos tem sido a maior parte do mundo, dos Estados à China.

O Bitcoin é uma alternativa para centenas de milhões que vivem em regimes cujo sistema financeiro é mais um braço de opressão do governo e das instituições estabelecidas, que se utilizam do poder quase ilimitado de imprimir dinheiro para seus próprios interesses.

O dinheiro e o sistema fiduciário foram responsáveis por financiar as maiores tragédias vivenciadas pela humanidade nos últimos séculos, desde guerras e ditaduras à genocídios.

Mas diferente dos planos para o Grande Reset promovido por entidades supranacionais, o Bitcoin depende exclusivamente de uma adoção voluntária e individual, não coercitiva. Este crescimento espontâneo já atraiu mais de 100 milhões de pessoas e centenas de milhares de empresas em torno do que é a maior rede monetária descentralizada do mundo, o dinheiro nativo da internet, idealizado ao longo das últimas décadas.

O Bitcoin será o grande reset, que será responsável por mudar o centro de poder do mundo, que saíra das mãos daqueles que estão próximos à impressão de dinheiro e do governos, para os desbravadores do dinheiro digital e para a sociedade produtiva.  

O Bitcoin muda as motivações da sociedade. Em um mundo onde o dinheiro perde sistematicamente valor, não vale mais a pena poupar, mas sim ser consumista e imediatista, sendo este um efeito destrutivo do dinheiro fiduciário. O bitcoin estimula a poupança, o pensamento de longo prazo e a racionalidade dos investimentos.

Você sente que o seu padrão de vida piorou? A sua comida está mais cara ou pior? Você conseguiria sustentar facilmente uma família numerosa como os seus antepassados? Entenda que apesar do crescimento tecnológico da humanidade nas últimas décadas, a sanha arrecadatória dos estados nacionais hiper-endividados está te empobrecendo a ritmo acelerado.

Então sim, é provável que você não possua nada em 2030, e dependa de auxílios do governo para sobreviver, sendo impossibilitado de acumular riqueza para si e para os seus. A alternativa a isso é a adoção do Bitcoin, a revolução mais pacífica da história, comparável à invenção da Prensa de Gutenberg.

O Bitcoin é imperativo moral, como descreve Renato Amoedo e Alan Schram, autores do livro Bitcoin Red Pill.

João Souza

Chefe de conteúdo, analista de SEO e empreendedor. [email protected]

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo