Bitcoin

As 5 fases de adoção do Bitcoin (BTC) de Barry Silbert

Este texto é uma tradução de uma publicação da Fobes com as descrições sobre as 5 fases de adoção do Bitcoin (BTC), segundo Barry Silbert, fundador e CEO do Digital Currency Group (DCG), que é dona da Grayscale, a maior gestora de criptoativos do mundo.

O que será necessário para o Bitcoin ganhar ampla adoção e se tornar a base de um novo sistema financeiro global?

Worth Wray sentou-se com Barry Silbert, fundador do Bitcoin Investment Trust, para discutir. Como um dos capitalistas de risco mais ativos do setor, Barry apostou tudo em negócios relacionados ao Bitcoin.

Ele acredita que a ascensão do Bitcoin de 2009 a 2014 é apenas o começo… e o sistema de pagamento virtual pode estar se aproximando de um grande ponto de inflexão, já que Wall Street toma a liderança do Vale do Silício.

Silbert pensa na adoção do Bitcoin em cinco fases gerais.

(1) Fase de Experimentação. (2009–2010)

  • Nenhum valor real associado ao Bitcoin. Hackers e desenvolvedores brincando com o código-fonte. Experimentando o Bitcoin como meio de troca.

(2) Fase dos primeiros usuários. (2011–2013)

  • O interesse de investidores e empresários começou a crescer com uma cobertura substancial da imprensa após o fracasso do Silk Road. Começou a primeira geração de empresas relacionadas ao Bitcoin (bolsas, processadores comerciais, fornecedores de carteiras, etc.). O potencial começou a brilhar através da má gestão.

Leia mais: Petição para libertar Ross Ulbrich atinge 500 mil assinaturas

(3) Fase de Capital de Risco. (2013-presente) – O texto foi escrito em 2014.

  • VCs de classe mundial começaram a investir em empresas de Bitcoin e o rápido aumento já está superando os primeiros dias da Internet. Os VCs investiram mais de US$ 90 milhões em negócios relacionados ao Bitcoin em 2013 e mais de US$ 300 milhões em 2014 (em comparação com US$ 250 milhões investidos em negócios relacionados à Internet em 1995).

(4) Fase de Wall Street. (2015?)

  • Investidores institucionais, bancos e corretoras começam a transferir dinheiro para o Bitcoin. O aumento do preço e do volume (além do desenvolvimento de derivativos) torna-se catalisador para a adoção em massa à medida que o investimento no varejo segue.

(5) Fase de Adoção do Consumidor Global. (?)

  • Só acontece se (i) as empresas continuarem a inovar e tornar mais fácil para os consumidores comprar, manter e gastar Bitcoin, (ii) o volume se expandir drasticamente para que grandes comerciantes possam começar a aceitar pagamentos em Bitcoin e (iii) a conscientização sobre Bitcoin continuar a crescer com esses desenvolvimentos.

Se Barry estiver certo, a ascensão do Bitcoin pode ser tão transformadora para as finanças quanto a Internet foi para o comércio e as comunicações… e isso pode acontecer RÁPIDO.

Até o presente momento (2022), as previsões de Silbert estão se concretizando. Nos últimos anos, o volume de negociação do criptoativo disparou para dezenas de bilhões diariamente. Além disso, está cada vez mais fácil para indivíduos e instituições se exporem ao crescimento do mercado.

Este aumento na liquidez, na confiança sobre o futuro do bitcoin e no volume das negociações está fazendo com que varejistas e empresas se interessem cada vez mais em aceitar o bitcoin como meio de pagamento.

João Souza

Chefe de conteúdo, analista de SEO e empreendedor. [email protected]

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo