Bitcoin

Hacker vende dados de 1 bilhão de chineses por 10 bitcoins

Um banco de dados da polícia de Xangai com 23 terabytes com dados pessoais e informações de 1 bilhão de chineses foi supostamente invadido. Os dados estão sendo vendidos por 10 bitcoins na dark web.

Para provar a veracidade da invasão, o hacker disponibilizou os dados de 750 mil indivíduos de todo o país. Esta é certamente uma dos maiores roubos de dados da história.

O hacker de pseudônimo Chinadan afirmou que conseguiu os dados invadindo o sistema da Polícia Nacional de Xangai (SHGA).

Entre as informações pessoais dos indivíduos estão o endereço, local de nascimento, número de identificação nacional, números de celular, bem como histórico e detalhes de crimes.

O CEO da Binance, Changpeng Zhao (CZ), afirmou que a empresa está investigando o caso:

“Nossa inteligência de ameaças detectou 1 bilhão de registros de residentes para venda na dark web, incluindo nome, endereço, identidade nacional, celular, registros policiais e médicos de um país asiático.

Aparentemente, essa exploração aconteceu porque o desenvolvedor do governo escreveu um blog de tecnologia na CSDN e acidentalmente incluiu as credenciais. 1 bilhão de registros de dados de cidadãos particulares. “

Riscos associados

Dados e informações pessoais são cada vez mais uma fonte para a aplicação de golpes de todos os tipos. Uma informação muito perigosa para ser divulgada é o endereço residencial, que pode ser aproveitado por pessoas ou instituições mal intencionadas.

Se você é um bitcoiner, faz parte do procedimento de segurança e custódia dos seus ativos não revelar isso publicamente. Mas caso já seja público o fato de você ter bitcoin, não é prudente revelar o seu endereço.

João Souza

Chefe de conteúdo, analista de SEO e empreendedor. [email protected]

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo