Bitcoin

Mineradora verde que transforma lixo em bitcoin arrecada US$ 4,3 milhões

A Vespene Energy, uma empresa de mitigação de metano que fornece infraestrutura para mineração de bitcoin, fechou uma rodada de financiamento de US$ 4,3 milhões liderada pela Polychain Capital para lançar um projeto de mineração com carbono negativo, de acordo com um comunicado de imprensa enviado à Bitcoin Magazine.

A Vespene utiliza microturbinas instaladas em aterros municipais para converter gás metano em excesso ou desperdiçado em eletricidade, que então alimenta os data centers de mineração de bitcoin. Como a Vespene fornece essa infraestrutura, os municípios têm uma experiência totalmente prática que permite um fluxo de receita completamente novo com custo zero para o município.

“Nosso objetivo é mitigar uma importante fonte de emissões de gases de efeito estufa e ajudar a impulsionar a transição para um futuro de energia renovável usando a mineração de bitcoin para transformar fluxos de metano de aterros sanitários em fluxos de receita para nossos clientes”, disse Adam Wright, cofundador e CEO da Vespene Energy.

Além disso, ao fornecer a infraestrutura para os municípios, a Vespene controla o cronograma de instalação e os recursos necessários para começar a funcionar.

“E como nossos sites não exigem conexão com a rede ou construção de dutos, podemos transformar o metano de aterro sanitário prejudicial e desperdiçado em uma fonte de energia limpa para mineração de Bitcoin com carbono negativo em cerca de seis meses”, disse Wright.

Além disso, a estrutura única que a Vespene oferece incentiva os governos locais a aprender mais sobre bitcoin e o processo de mineração. Em entrevista à Bitcoin Magazine, executivos da Vespene detalharam um processo de participação nos lucros que permite que os governos locais lucrem mais quando a Vespene lucra mais e vice-versa.

Esse modelo de negócios cria um incentivo para que os governos locais não apenas se informem, mas também se envolvam no ecossistema Bitcoin.

Fonte
Bitcoin Magazine

Igor Sobrinho

Calvinista, capixaba, amante de artes, de comunicação e da computação. Cypherpunk e bitcoinheiro, passeio com meu cachorro nas horas vagas, amo minha esposa.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo