Bitcoin

“Quero sacar Bitcoin”! – clientes do Nubank pedem por saque do criptoativo

O Nubank, o maior banco digital do Brasil, anunciou há algumas semanas que iria permitir a compra de bitcoin diretamente do seu aplicativo, habilitando uma opção simples de exposição ao criptoativo para os dezenas de milhões de clientes da fintech.

No entanto, apesar da notícia ser certamente positiva para o aumento da liquidez e da adoção do criptoativo, a impossibilidade de realizar o saque do bitcoin trouxe algumas desconfianças e pedidos da comunidade brasileira.

Em uma série de publicações do Nubank no Twitter, clientes pedem para que a instituição habilite o saque do criptoativo para endereços externos.

Augusto Resende alterou o seu nome de usuário no aplicativo do banco para “Quero Sacar Bitcoin”, fazendo um protesto bem humorado:

 

Alguns comentários foram ainda mais provocativos, afirmando que bitcoin sem saque não é bitcoin de verdade, mas apenas uma promessa de que o criptoativo está sendo custodiado e que essa promessa será honrada futuramente.

Onde está armazenado o bitcoin do Nubank?

Segundo relatos da mídia, o bitcoin negociado no Nubank está sendo custodiado pela Paxos, uma instituição financeira focada no mercado de criptoativos com sede em Nova York.

A Paxos é responsável também pela emissão do Pax Gold (PAXG), criptoativo lastreado em ouro, além de outros tokens lastreados em commodities.

Não foi informado se o Nubank pretende permitir saques de bitcoin. 

Mais recentemente, o Paypal anunciou que vai permitir o saque do criptoativo em sua plataforma, meses após a decisão de permitir a compra de bitcoin.

A importância da auto-custódia

Ao comprar bitcoin por meio de alguma instituição financeira, banco, ETF ou fundo, o investidor estará exposto ao crescimento do criptoativo, porém não possuirá a soberania que é proporcionada pelo protocolo do Bitcoin.

Na prática, assim como qualquer dinheiro bancário ou bem custodiado por terceiro, o bitcoin em uma instituição financeira pode ser tomado, confiscado, congelado, tanto pela instituição, quanto pelo próprio governo, como já ocorreu várias vezes ao longo da história.

Mais recentemente, vários bancos chineses vem congelando o dinheiro dos seus clientes, o que está provocando uma série de protestos no país.

Leia mais: Tanques de guerra protegem banco de manifestantes na China – veja o vídeo

Uma custódia bem feita garantirá que o seu bitcoin não será confiscado, dando soberania ao indivíduo sobre a sua reserva de valor.

Um ponto de destaque sobre a custódia do Nubank, é que o próprio governo dos Estados Unidos já realizou o confisco de ouro no passado. Confiar em uma instituição sediada nos EUA, é confiar em um governo que pode a qualquer momento tomar os seus ativos.

João Souza

Chefe de conteúdo, analista de SEO e empreendedor. [email protected]

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo